poema em três tempos*

 

A vida
grande
Que não teve fim

página e páginas
foi apenas
tempo

foi bom assim

*O poema acima foi elaborado em uma noite homérica de Sarau Benedito, pegando emprestadas palavras de poemas de Hélio Jorge Cordeiro, recortadas e coladas na garrafa de cerveja emprestada pelo também poeta Sebastião Oliveira.  O lugar da poesia é todo o lugar.

0 Replies to “poema em três tempos*”

  1. caí aqui por acaso, gostei deste poema de bar, faz tempo que não faço um.

    abraços
    Rubens

  2. Marcos

    Tava selecionando fotos com o tema poema. Aí apareceu a sua foto. Tentei ler o poema na foto e não conseguí. Acessei o seu site e lí. Gostei do poema e da criatividade. Criando o poema de elementos do cotidiano. A foto também tá muito legal. Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.