Galáxia

para G.B.

 

I

 

há em mim precipícios

profundezas imemoriais

nebulosas

vazios e

espaços

 

 

 

II

 

um ano que começa

outro que fica

há em mim um sem jeito

um sem governo das coisas

que habitam as páginas

frias do jornais

 

 

 

III

 

existe em mim

[bem lá dentro]

uma multidão confusa

que olha as estrelas e espera

uma resposta

no brilho de um astro qualquer

a alguns milhões de anos-luz

 

existe em mim

[bem rente à pele]

um homem que continua a marcha

sob o céu escuro de janeiro

ele tem medo

ele tem sono

ele chora nos dias mais difíceis

ele se desencontra em cada uma

das suas imperfeições

mas ele é um homem

 

ele é um mundo

um processo

e uma passagem

 

 

IV

 

meu filho diz num sorriso:

“te amo maior que a galáxia”

transgride na concordância

subverte a gramática

 

mas não confunde os sentimentos

 

 

0 Replies to “Galáxia”

  1. eaê, começando o ano no blog hoje também?

    cara, gostei muito do poema, mais
    especificamente desses versos:

    “ele é um mundo
    um processo
    e uma passagem”

    muito legal.

  2. Hélio Jorge

    Damo, diferente de meu caro amigo Pinewood, achei esse aqui o Pelé do teu poema:

    “…existe em mim
    [bem rente à pele]
    um homem que continua a marcha
    sob o céu escuro de janeiro
    ele tem medo
    ele tem sono
    ele chora nos dias mais difíceis
    ele se desencontra em cada uma
    das suas imperfeições
    mas ele é um homem”

    Este é a placa do gol!

    Feliz 2008!
    abçs socialistas
    Hélio Jorge

  3. felipedamo

    Helinho está devendo um blog para os admiradores de suas letras particulares…rs

  4. Hélio Jorge

    Rsss! Claro que penso em tal ousadia, contudo acho que seria um desperdício de tempo, não meu mas de vocês todos! Como diria Gengis Khan (*1162- +1227) “Pelos flancos, pelos flancos!”

  5. Carolina

    “te amo maior que a galáxia” – essa merece o prêmio!!!

  6. Carolina

    a dúvida que não quer calar: quem é G. B.?

  7. Hélio Jorge

    Gisele Bündchen?! Wow! Eu sempre achei que italiano tinha uma quedazinha por alemães!

  8. Isto é um fato, Helinho…rs

  9. Hélio Jorge

    Eu não falei!
    Como diria Don Corleone: “Caspita! Che bravi ragazzi!”

  10. G.B.

    eu sou eu!!!!
    kkkkkkkkkkkk

  11. Enzo POtel

    sobre o IV

    poxa, não vale: ter filho ajuda a escrever grandes poesias.

    abraç0n

  12. Nossa, um lugar repleto de qualidade e poesia, uma sincronia entre o adjetivo e o sujeito que encanta qualquer um que tenha bom gosto. Abraços!

  13. Carolina

    Comentário da própria Gisele!!! é emocionante… rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.