austral

e te tornaste meu eixo

norte e direção

o mapa de meus segredos

minha raiz, meu destino

esteio e razão

bússola e hino

 

e vem um astrolábio louco

me trazer o beijo de uma estrela

que – cometa – eu deito

em teu cálido lábio austral

0 Replies to “austral”

  1. Camila Pimenta

    Respiração ofegante… pausa… recompondo… pensando melhor… também quero esse bem.

    Bonito… invejável… composto… açucarado… delicado… forte… deixa eu parar se não vou ficar muito tempo tentando descrever o que foi ler isso… ai ai ai ai

  2. E eu que nem acredito em astrologia,
    gostei do poema.

    Talvez porque mesmo pra quem não acredita
    as noites estreladas são as mais bonitas.

    Bjs

  3. eu fico sem palavras sempre que leio algum escrito teu desse naipe… ai ai…

  4. Um astro, a um passo, chegamos lá…

    Adorei seus textos! Posso adicionar ao meu blog?

  5. enzo potel

    bacana esse hein Felipe?!

    quero ver você declamando no Benedito!

  6. Hélio Jorge

    Só quero mesmo ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.