e uma lembrança vai

e esbarra em outra

que traz nas costas

uma lembrança diferente

 

e assim

enganchadas pelos braços

as lembranças caminham

pela Rua do Comércio

 

umas até se cumprimentam

outras se confundem

enquanto uma lembrança se esconde

outra acaba de descer na rodoviária

uma surge do nada

enquanto outra foge pela calçada cheia de gente

e vai se perdendo entre as lembranças alheias

que às seis horas da tarde caminham apressadas

 

e ao final sou apenas um novelo de passado

um emaranhado disforme e confuso

das minhas lembranças desencontradas

e ao final do novelo

sou só lembrança

sou lã

sou nada

0 Replies to “lã”

  1. Não gostar desse Lã, é o mesmo que caminhar com os carneiros e não sair tosquiado pelo menos uma vez. Béeéé!

  2. nagô

    É uma lã-brança.

    Uma mistura de lembrança com lambança.

  3. no comments…rs

  4. sam

    …aterrorizante, minhas lembranças não passeiam não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.