0 Replies to “o amor em tempo de cheias”

  1. ae garoto
    não é fácil escrever com o pé na lama.
    ainda bem que o poeta se suspende pela palavra quando escreve.

    como estão as coisas por aí?
    grande abraço.

    [jb]

  2. margie

    gostei da ligação do amor correnteza com a brevidade do amor, não sei se foi essa a intenção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.