verbete

ele:

– eu queria era achar um jeito de fazer você entender o que talvez os olhos de todos os bichos e todas as cores misturadas nas telas de pintores famosos ou anônimos e todas as máquinas já inventadas nunca conseguiriam captar. eu queria era achar um jeito de você ter uma dimensão da desordem que você causa, feito chuva lateral em janela baixa. eu queria que você soubesse da confusão, da saudade, do gosto da lichia e do incômodo que são as noites. as noites são fantasmas quando estou longe de ti.

0 Replies to “verbete”

  1. nanna

    vc continua escrevendo bem, escrevendo de um jeito simples e bonito

    eu queria que você soubesse da confusão, da saudade, do gosto da lichia é ótimo e serve pra algumas coisas minhas tb

    beijo, lindo

  2. hehehe…eu sabia que as lichias provocariam comentários…

  3. rita brant

    lindo verbete

  4. Caipirinha de Lichia é o que há!

  5. Nossa, menino!
    Que textos lindo…
    Vim aqui hoje para agradecer a solidariedade lá no blog da P.
    Todas as palavras de pessoas verdadeiras e sensatas, neste momento, são de suma importância.
    Beijos.

  6. Thaís

    Uau!

  7. é.
    aproveito a deixa e (me) pergunto: por que será tão difícil fazer com que certas pessoas (mulheres) entendam coisas tão simples, que no fundo querem dizer apenas uma coisa só?
    será excesso de sensibilidade de um lado? ou total insensibilidade de outro?

    (me) pergunto também: para q servem os poetas?
    para espalhar pelo mundo e derramar sobre elas todo o amor – em forma de estro e sensibilidade – e depois vê-o desperdiçado, jogado fora?
    bom… tudo o que posso dizer é que, até o presente momento, o tempo tem mostrado que sim: somos literalmente jogados fora.

    tha’s all…

  8. A sensibilidade das mulheres não me diz nada, até que eu as toque! rsss

  9. Camila Pimenta

    aproveito a deixa e (me) pergunto: por que será tão difícil fazer com que certas pessoas (mulheres) entendam coisas tão simples, que no fundo querem dizer apenas uma coisa só?

    – Sendo mulher também faço a mesma pergunta

    será excesso de sensibilidade de um lado? ou total insensibilidade de outro?

    – Acredito que apenas é muito mais fácil acreditar na nossa verdade (tanto mulheres qto homens)

    para q servem os poetas? – Também não sei

    para espalhar pelo mundo e derramar sobre elas todo o amor – em forma de astro e sensibilidade – e depois vê-lo desperdiçado, jogado fora?

    – As vezes não aceitamos que erramos, matemos o erro… mesmo levando alguém junto… o puro egoísmo do ser humano.

    bom… tudo o que posso dizer é que, até o presente momento, o tempo tem mostrado que sim: somos literalmente jogados fora.

    – Comece agora a acreditar em reciclagem querido… retorno…

    bjos boys

  10. felipedamo

    bom, primeiro dizer que esse é mais um texto de ficção que nao tem nada a ver com meu momento, né? aliás, tô bem amado/compreendido pela baixinha…rs

    eu acho assim, camila, primeiro que as pessoas são cruéis mesmo, isso é um fato. depois que todos sao muito diferentes e tendemos sempre a buscar um modelo padrão que nao existe e aí quebramos a cara. depois que sensibilidade, pra mim, é questão de intelecto. gente burra é burra mesmo e nao consegue ser sensível. é um sistema, ao meu ver.

  11. felipedamo

    ah, e nós poetas nao servimos pra nada. pscicanálise pouparia tempo, energia e dinheiro e chegaria ao mesmo lugar onde a poesia nos leva.

  12. obrigada pelo “baixinha”

    rs…

  13. “gente burra é burra mesmo e nao consegue ser sensível. é um sistema, ao meu ver”.

    “ah, e nós poetas nao servimos pra nada. pscicanálise pouparia tempo, energia e dinheiro e chegaria ao mesmo lugar onde a poesia nos leva”.

    Felipe, mais uma vez, brilhante…

    *****

    “Acredito que apenas é muito mais fácil acreditar na nossa verdade (tanto mulheres qto homens)”

    bom, Pimenta, essas são apenas as SUAS verdades. não me dizem absolutamente NADA. por isso, considero bem descabido dizer “comece a acreditar” em algo, assim, no imperativo…

    eu poderia te responder com a primeira citação do Felipe, ali de cima, mas não o farei…

    bye

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.