lamento de pierrô

Que a gente se apaixona pela história e não pela pessoa isso eu já sabia. No fundo a gente sempre leva as coisas com a ilusão de que está vivendo em uma novela. Aí vai deixando que a história tome conta da vida da gente. Quando se vê, não tem mais vida. Só tem a história, que nem sempre é feliz. O raio disso tudo é que você vai gostando tanto da história que a pessoa te proporciona que chega uma hora que a história não é mais nada sem a pessoa. Há um caso estranho de protagonismo que se sobrepõe ao roteiro planejado das coisas. E aí você passa a gostar mais da pessoa que de tudo no mundo. Isso eu chamo amor.

Eu sou um cara legal e acho até que eu sou o homem ideal, só que para as mulheres modernas que viviam nos anos sessenta. Não para essas acomodadas assexuadas de hoje em dia. Para essas eu sou uma náusea. É foda achar sempre que se está vivendo a história errada, ou que não se está amando a pessoa certa, ou as duas coisas, ou nenhuma delas.

0 Replies to “lamento de pierrô”

  1. muito bom! muito bom, mesmo.
    fantástico!

  2. “Que a gente se apaixona pela história e não pela pessoa isso eu já sabia”

    EU NÃO SABIA!!
    QUE LINDO ISSO!

  3. Se no final sobram páginas e acabam os personagens é por que não foi amor… Nelson Motta disse algo parecido com isso um dia.

    Mulhers assexuadas de hoje em dia? Não captei… Vejo uma gama de “defeitos” nas mulheres de hoje em dia, mas não colocaria assexuada entr eles.

  4. Felipe, leio seu blog todos os dias e queria parabeniza-lo por ele, pois é fantástico. Essa sua última postagem você fez pra mim… entende!? sei lá… minha vida, hoje, gira em torno de um história que eu não queria que acabasse mais eu sei que acabou, e é exatamente isso que você escreveu… A minha linda história que insisto em mantê-la viva não é nada sem o protagonista que já pulou do livro faz tempo. Somente eu que o matenho aberto… E quero muito conseguir fechá-lo… Você sabe como? Se souber… por favor… me avise.
    michele_mondek@hotmail.com – msn! =)
    Bom Feriado para vc!

  5. Ser um pierrot, já é foda, magina ainda por cima apaixonado?!

    Contudo, às vezes, nem a personagem, nem a história são boas, o que não quer dizer que quem a escreveu seja ruim.

    skindô, skindô
    Hélio

  6. muito bom…

    … very good…

    ….Bieurd Nhejkiur

    …S’nhety’l ka’lnu’t

  7. rafa

    Felipe…
    Um pouco como exceção à regra das pessoas que ‘caminham’ por aqui, não sou blogueira, não sou poeta, não sou escritora…
    Faço parte dos reles mortais a quem não foi concedido esse maravilhoso dom de se expressar por palavras escritas… De poder afrouxar um pouco o nó que muitas vezes nos aperta a garganta dando vazão à tanta emoção sufocada…
    Achei teu blog mais do que por acaso, em meio a uma tarde vazia e preguiçosa… e… já virei freguesa…
    Não tinha idéia de que alguém poderia sintetizar em poucas e precisas palavras o meu medo mais secreto:
    “É foda achar sempre que se está vivendo a história errada, ou que não se está amando a pessoa certa, ou as duas coisas, ou nenhuma delas”.
    Mas, sou brasileira e “não desisto nunca”…
    Parabéns e obrigada!!!!!

  8. olha, rafaela, não ser poeta, não ser blogueira…ser alguém que carrega todo o sentimento do mundo no peito já é o suficiente, não é?

    o resto a gente relativiza mesmo…

    um abraço e apareça sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.