panificadora

Escuto teu nome
Na fila da padaria
Sei que não falam de ti
Mas é teu nome que escuto
E ele vem
Por entre as outras palavras
Que povoam a manhã
Em uma panificadora
Desviando das mesas e bancos
Teu nome se esquiva entre os vocábulos

[Um senhor fala ao telefone:
O contrato será fechado.
Uma senhorinha pede se o pão
Ainda está quente.
O rádio dá os resultados
Do futebol de domingo.]

Mas teu nome resiste às palavras alheias
Chega intacto
Ao outro lado do salão
Onde até então eu estava
Tomado pela sonolência
Da manhã de segunda-feira

Teu nome se desdobra
Exerce uma estranha influência
Em tímpanos, bigornas, martelos e estribos

Teu nome desvia por dentro de meu corpo
E chega ao coração que palpita nervoso

Vem uma vontade enorme
De sair gritando teu nome
Na rua entre os carros
Que se amontoam no semáforo lento
Entre os pombos que se demoram
Na calçada do Correio
Entre as pessoas que caminham
Pela rua em contramão

Ah, quantas terão teu nome?
E olharão assustadas
Pensando se tratar de um assalto
Ou briga
Ou mesmo
De uma declaração de amor

Quanto terei que gritar até que
Enfim me escutes
Do alto desse edifício
E pela vidraça azulada
Possas sorrir pra mim

0 Replies to “panificadora”

  1. Ei, fala, fala, fala o nome, cara! rsss

  2. marjoriebier

    Que ammmmoooooorrrrr!!!! Acordou meigo… (que lindo, Felipeee)

  3. feipe damo

    só há um nome para o meu amor, oras, e começa com P…rs

  4. Helinho acaba de cometer a gafe do ano e nem desconfia…hehehehe

    é Priscilla, Helinho, Priscilla,,,

  5. Priscilla

    Helinho… olha a palhaçada ein…

    te pego depois! rs

  6. Vou copiar e um dia entregar pra alguém. hehe ando romanticazinha.

  7. Helinho: HUAHUHUAHUAHUAUUAHUUHAUHAUHUAHUAHUHAUHAUHUAHAUAHAUHUAHU

    EHEHHEHE

    HUAHUAHUHAUHUAHAHHAUHUAHUAHUHUAHUAHUAHUAAHUAUH

  8. Rapá, Mafra, pára! Agora seremos dois seres mortos! A Pris vai cabar com nós! rsss

  9. Priscilla

    Acabar… q nada… admiro os amigos que tem medo do perigo… rs…

    mas Helinho, essa foi a gafe do ano ein… e tu nem imagina pq… rs…

  10. uh, vai morrer! uh, vai morrer!

    hahahahahaha

  11. Atirei no que queria ver e acertei no que não vi, foi isso?

    Pára, Damo, vai que a Pris na real é moça nascida lá em Palmeira dos Índios, aí somos, eu e o mafra Uns cabras Marcado pra Morrer!…rssss

  12. Priscilla

    Não só vcs dois… Damov também não está fora de perigo… rs…

  13. Priscilla

    quem vê pensa… rs…

  14. Vixe! Vou chamar o capitão nascimento do bope! Hu-hu…Tá tudo dominado..huh-huh- tá tudo domindado! hehehehe

  15. …veja como são as coisas, o sujeito quer agradar, fazer um mimo pra patroa, aí vem um sujeitinho desses, criado nas encostas dos guararapes, e põe tudo a perder…tsc tsc…

  16. Me senti o próprio destruidor de lares! heheheheh Tá, tá, vou de Frei Caneca! Tá, pede me esquardejar! rssss

  17. aliás, informo que não pude comparecer ontem ao grupo de estudos do Nietzsche por conta dos ainda recentes hematomas sofridos em decorrência destes comentários…

  18. Então que dizer que devemos mudar o nome da Delegacia da Mulher para Delegacia na Mulher! hehehehe

    Escoriações mútiplas por todo o corpo…Hmmmm….Isso é que eu chamo de grandes desdobramentos! hehehehe

  19. Ontem, sexta feira, 29, fiquei muito feliz por ter recebido o perdão e indulto de natal antecipado de Dona Priscila.

    O perdão é a coisa mais nobre que um cidadão pode rceber em vida – até mesmo depois da morte! – Fico grato por não ter levado uma bordoadas pela grande gafe do ano, contudo, a intensão era mesmo homenagear a Pan…Bem entendido: a panificadora! rsss

  20. Priscilla

    hahaha… q isso gente… eu sou uma pessoa muito pacífica… jamais tentaria contra alguém… por mais que este alguém pudesse merecer… rs… o que não é o seu caso, meu caro Helinho… fique em paz!

    rs…

  21. estou receoso de postar nesta semana

  22. Inquietação nos quartéis! hehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.