O amor pelo Botafogo

Dentre os muitos tipo de amor, existe um especial ainda não descrito pela psicologia contemporânea. O amor pelo Botafogo.

Esta sorte singular de sentimento merece um estudo mais analítico. `Porque não é amor de mãe, nem amor platônico ou proibido. Talvez um amor bandido…talvez.

Alguém há de procurar no Gênesis, em alguma entrelinha perdida, o momento em que Deus criou esse amor sem medida e disse então ao homem: “Vai, agora segue a tua estrela”.

Durante muitos anos tentei localizar o amor pelo Botafogo em algum espaço nebuloso entre aquela paixão louca juvenil e o amor paterno, cheio de cuidados e carinhos perpétuos:

O primeiro por causa da forma doentia, das promessas de prazer e loucura que só uma paixão arrebatadora e pueril pode oferecer. O segundo porque é, talvez, o mais puro dos amores, aquele que ama um filho sem pedir nada em troca, sem retribuição ou compensações. Aceitando até mesmo dividir o objeto de seu amor com outros. Um amor de gratuidade, que acresce e multiplica.

Mas o amor pelo glorioso é diferente disso tudo. O sentimento pelo Botafogo é algo divinal. É um amor de devoção. Uma ideologia mítica de origem obscura, um tipo de encantamento livre de questões temporais e imune às condições meteorológicas.

Quando se ama o Botafogo se ama com uma mistura esquizofrênica de cabeça e coração. De choro e riso, de susto e êxtase. Explosão de sentidos em uma supernova solitária e bela.

Um amor que arrepia, entorpece, cega, enlouquece. Se mata, não sei. Mas se assim for, quero, sim senhor, morrer de amor pelo Botafogo.

One Reply to “O amor pelo Botafogo”

  1. Minha alma é (também ) alvinegra!

    Botafogo, Botafogo
    Campeão desde 1910
    És herói em cada jogo
    Botafogo,
    Por isso que tu és
    E hás de ser
    Nosso imenso prazer
    Tradições,
    Aos milhões tens também.
    Tu és o glorioso
    Não podes perder,
    Perder para ninguém
    Em outros esportes
    Tua fibra está presente,
    Honrando as cores
    Do Brasil e da nossa gente
    Na estrada dos louros,
    Um facho de luz,
    Tua estrela solitária
    Te conduz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.