Deleite

Eu. Tua nutriz. Me faço mulher. Me fazes mãe. Me faço líquida. Teu leite. Teu alimento. Meu deleite de todas as horas. Dos minutos que sou só tua. De teus momentos de choro e riso. Deleite de todos os teus olhares. Em manhãs. Tardes. Noites e madrugadas. Na profundidade de nossa natureza. Esse jardim íntimo de sussurros e gestos. Nosso paraíso particular habitado por pequeninos segredos. Tão nossos como tuas delicadas mãos pousadas sobre meu peito. Te embalo. Te acalento. Tomas o que é teu. Meu amor. Teu alimento. Eu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.