Rurais XIII

 

O céu é o país dos pássaros

Com sua bandeira azul

Desfraldada já no amanhecer

Estandarte salpicado de cirros brancos

Hasteado no mastro tênue do horizonte

O sol contempla a nação alada

Guardião do esplendor dessa pátria

República livre

Território infinito de fronteiras etéreas

Com estradas projetadas pelos ventos

E rajadas térmicas

Rotas aéreas

Ás vezes invadidas por algum avião desavisado

Ás vezes divididas por um risco de nublado

Esta democracia das aves

Este céu azulado

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.